ANÁLISE DA VARIABILIDADE ESPACIAL E TEMPORAL DO CLIMA NA MICRORREGIÃO DE CAMPINA GRANDE-PB

Resumo

 O estudo do tempo e do clima é de extrema importância para a ciência ambiental, pois compreende a temperatura, a precipitação a umidade e os ventos, além disso, pode condicionar aos ambientes em que os organismos vivem. Por ser uma das regiões mais secas do país, o nordeste brasileiro é caracterizado por ter grandes irregularidades, que são ocasionadas por sistemas atmosféricos e fatores fisiográficos. Portanto, o presente estudo tem por objetivo avaliar a variabilidade da precipitação da microrregião de Campina Grande através da análise espaço-temporal mensal e anual da precipitação e identificar os ciclos secos e chuvosos da área estudada, com o auxílio do índice de anomalia de chuva (IAC). Para isso, os dados pluviométricos utilizados na pesquisa correspondem às séries mensais de precipitação no período de 1994 a 2014 fornecidos pela AESA para a avaliação espaço temporal da precipitação e para o cálculo do IAC. Onde, os dois anos extremamente úmidos foram 2000 e 2011 e os anos extremamente secos foram 1998 e 2012. A microrregião apresenta dois períodos distintos, sendo um úmido e outro seco, com seis meses cada.
Palavras-chave: índice de anomalia de chuva (IAC), período seco, precipitação pluviométrica, nordeste, clima.

Biografia do Autor

André Luiz da Silva, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Graduado em Ecologia pelo Departamento de Engenharia e Meio Ambiente (DEMA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Gyovane Santos da Silva, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduado em Ecologia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI).

Walkimer Santana da Silva, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Possui graduação em Ecologia pela Universidade Federal da Paraíba(2017) e graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura). Tem experiência na área de Ecologia e Educação.

Linaldo Freire Silva, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Bacharel em Ecologia pela Universidade Federal da Paraíba e Licenciado em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Leonardo Da Vinci. 

Lincoln Eloi de Araújo, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Atualmente é professor associado I da Universidade Federal da Paraíba, Campus IV/Rio Tinto, Departamento de Engenharia e Meio Ambiente (DEMA), Curso de Ecologia e Pró-reitor Adjunto de Extensão (PROEX). Possui graduação em Meteorologia (2004) e em Geografia (2011), mestrado em Meteorologia (2006) e doutorado em Recursos Naturais pela Universidade Federal de Campina Grande (2010). Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Hidrometeorologia e Climatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Índices climáticos; Climatologia; Sistema de Informação Geográfica (SIG); Degradação e Impactos Ambientais; Diagnósticos Ambientais em Bacias Hidrográficas, Clima Urbano e Pegada Hídrica. 

Publicado
2021-03-02
Seção
Artigos