A CIDADE E SUAS MEMÓRIAS: A PRAÇA CENTRAL DE PIRASSUNUNGA, SP

Resumo

O presente artigo pesquisou a praça pública central da cidade de Pirassununga, situada no interior do estado de São Paulo, a partir das memórias-lembranças dos anciãos. A metodologia qualitativa foi baseada, principalmente, na coleta de dados primários por meio de entrevistas com os anciãos residentes na cidade buscando memórias-lembranças, para recontar a história da praça central do ponto de vista dos próprios habitantes, que possuem mais tempo de experiência. A análise desses dados foi de conteúdo temático presente nas narrativas à luz da geografia humanista cultural. Como resultados, notou-se a importância e afetividade atribuída à praça por parte dos mais velhos, contribuindo como importante registro histórico, e como base para a elaboração de políticas públicas que preservem e valorizem as praças públicas.

Biografia do Autor

Gustavo Ferreira Prado, Secretaria da educação do estado de São Paulo

Mestre em Geografia pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP – Rio Claro).

Luciene Cristina Risso, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)

Luciene Cristina Risso é bacharela e licenciada em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), campus de Rio Claro (1998). Mestre em Conservação e manejo de recursos pelo Centro de Estudos Ambientais (CEA, 2001) e Doutora em Geografia pela UNESP, Rio Claro (2005). Realizou pós Doutorado no exterior junto a Universidade de Sevilla (Espanha, 7 meses em 2017) no tema de Paisagem e Patrimônio. É professora Assistente Doutor (MS3.2) da UNESP, campus de Ourinhos (SP) e credenciada no Programa de Pós Graduação da UNESP, campus de Rio Claro.

Publicado
2022-02-02
Seção
Artigos