ANÁLISE ESPACIAL DA ESTRUTURA URBANA DA CIDADE LITORÂNEA DE ITANHAÉM (SP)

  • Mara Lúcia MARQUES UNESP

Resumo

As cidades litorâneas têm sido foco de estudos preocupados com a temática ambiental. Neste estudo, a área urbana de Itanhaém (SP) foi analisada com o propósito de identificar o Desenho Urbano e as Classes de Uso do Solo para a determinação de sua forma de desenvolvimento e da sua estrutura urbana, afim de estabelecer o Modelo Urbano de acordo com a distribuição e o valor do uso do solo. Nesta análise foram utilizados métodos e técnicas de Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informação Geográfica. Os resultados demonstraram que o desenho urbano de Itanhaém possui uma forma de “leque”, determinado pela linha costeira. As classes de uso do solo que apresentam maior área no limite urbano são: Vegetação Natural, Áreas Residências, Vegetação Alterada e Loteamento, que indicam as tendências de expansão das áreas construídas associada à degradação ambiental e, por outro lado, o crescimento de áreas de vegetação caso não haja a efetivação da urbanização. A estrutura urbana obedece uma forma de organização segundo o Modelo Setorial, proposto por Hoyt em 1939, devido a existência de dois principais centros comerciais, que são referências para a distribuição das demais classes de uso do solo. O mar também é considerado centro de referência quando ambientes urbanos litorâneos são analisados, em virtude de sua função turística como principal fonte de recursos econômicos do município. Palavras chave: Estrutura e uso do solo urbano, Desenho e modelo urbano, Análise Espacial em SIG.
Publicado
2008-10-21
Seção
Artigos