PERCEPÇÃO DOS CONDICIONANTES DE ESCORREGAMENTOS E AVALIAÇÃO DE RISCO: UM ESTUDO COM MORADORES DA VILA MELLO REIS, JUIZ DE FORA (MG)

  • Lucas Barbosa SOUZA UNESP
  • João Afonso ZAVATTINI UNESP
  • Livia de OLIVEIRA UNESP

Resumo

O presente artigo tem como propósito uma abordagem perceptiva sobre os riscos de escorregamentos na Vila Mello Reis, em Juiz de Fora (MG). A pesquisa foi realizada com um grupo de 30 moradores, por intermédio da aplicação de um teste contendo perguntas abertas e fechadas, por meio das quais buscou-se conhecer a sua percepção a respeito dos principais condicionantes de escorregamentos, além de sua avaliação sobre as condições de risco no bairro e em sua própria habitação. Os resultados apontaram que a realidade percebida pelos sujeitos difere sensivelmente daquela analisada segundo critérios técnicos e também da situação demonstrada pelos registros da Defesa Civil. Logo, revela-se a necessidade de uma intervenção mais efetiva por parte do poder público, no sentido de oferecer orientação adequada aos moradores das áreas de risco para que possam melhor avaliar as situações de perigo e adotar condutas preventivas em seu cotidiano. Palavras-chave: Percepção de riscos. Prevenção de acidentes. Escorregamentos.
Publicado
2009-10-29
Seção
Artigos