LÍNGUAS DE IMIGRANTES EM “PAÍSES NOVOS”: O CASO DO CANADÁ VISTO ATRAVÉS DE DADOS CENSITÁRIOS

  • Juergen Richard LANGENBUCH unesp

Resumo

O artigo enfoca as línguas outras que não o inglês e o francês, faladas por imigrantes e seus descendentes, no Canadá, tomado como exemplo de “país novo” em que a imigração foi muito significativa. Procurou-se avaliar, sobretudo, o grau de transmissão e persistência das línguas que por sua expressão estatística possibilitassem o exame individualizado. As abundantes informações propiciadas pelo recenseamento do Canadá de 2001 forneceram o arcabouço essencial da análise, efetuada com visão regionalizada, na qual foi destacada a parte do Canadá de língua inglesa, incluindo abordagens mais localizadas em meio a esse espaço, e a de língua francesa, enfocando especificamente Montreal Palavras-chave: Canadá. Línguas. Imigrantes. Assimilação linguistica. Immigrant languages in “new countries”: the case of Canadá examined through census data The article concerns languages others than English and French, spoken by immigrants and their descendants in Canada, taken as example of a “new country” in which immigration was very significant. The main intention was to evaluate the degree of transmission and persistence of the languages whose statistical expression allowed an individual examination. The plentiful data supplied by the Canadian Census of 2001 delivered the essential framework of the analysis, carried out in regionalized approach, with a focus on the Anglophone part of Canada, including more local appreciations inside this space, and the Francophone part, selecting specifically Montreal. Key words: Canada. Languages. Immigrants. Linguistical assimilation.
Publicado
2011-08-26
Seção
Artigos