HIDRATOS DE GÁS: REVISÃO E OCORRÊNCIA NO CONE DE RIO GRANDE

  • Claudia Xavier MACHADO Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Resumo

Até a década de 1990, o hidrato de gás1 (HG) era um assunto pouco explorado no mundo, quando finalmente passou a ser objeto de pesquisa. As primeiras pesquisas sobre o assunto abordaram os prejuízos que este composto causa ao formar plugs em dutos de extração de óleo e gás, e as tentativas de solucionar problemas a eles relacionados. A possibilidade de o metano aprisionado nos hidratos ter sido o precursor de eventos climáticos de escala global, tendo influência, inclusive, em grandes extinções ocorridas ao longo do tempo geológico, diversificou ainda mais as áreas com interesse neste composto. Desde então, hipóteses como a da “Explosão de Metano” foram formuladas relacionando grandes liberações de metano dos hidratos a eventos catastróficos, a episódios de aquecimento global e à sua possível influência no ciclo do carbono.
Seção
Notas e Resenhas

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)