O PAPEL DOS SUPERMERCADOS E HIPERMERCADOS NAS RELAÇÕES ENTRE CIDADE, COMÉRCIO E CONSUMO

  • Carlos Henrique Costa da SILVA UNESP

Resumo

INTRODUÇÃO A decisão de tomar como ponto principal de análise deste artigo as transformações ocorridas na relação comércio, cidade e consumo, influenciadas pelos supermercados e hipermercados, centra-se no fato de que se concentram nos últimos cem anos (período de nascimento dos supermercados e hipermercados) as principais modificações que o comércio sofreu ao longo de toda a sua história, principalmente em relação à quantidade de produtos postos à venda e à diversidade de estabelecimentos comerciais existentes e em operação hoje. Não estamos desprezando o papel central que os grandes mercados desempenhavam nas cidades antigas como elo central da vida cotidiana naquele momento. Por exemplo, o Mercado de Trajano, em Roma, (Itália) no século II, tinha a função de armazenar, distribuir e comercializar os produtos para todo o Império Romano, como pode ser constatado através da história. Tampouco o papel das feiras e mercados tradicionais que se desenvolveram em inúmeras cidades medievais na Europa como Paris, Brugges, Florença, Nuremberg, etc., durante os séculos XI e XVI, e que trouxeram uma verdadeira ascensão comercial ao ocidente5. Pensamos que é a partir do surgimento da produção em massa de mercadorias e de sua distribuição e comercialização que o comércio, passou a desenvolver um novo papel no processo de produção e este fenômeno surgiu ao longo das primeiras décadas do século XX. O objetivo central deste artigo é apresentar as principais condições que foram sendo gestadas na relação entre cidade, comércio e consumo, para o surgimento e evolução do auto-serviço como o principal elemento para o desenvolvimento das modernas formas do comércio ao longo do século XX. Escolhemos analisar mais a fundo os supermercados e hipermercados, neste contexto, pois são os estabelecimentos que mais estão presentes no espaço urbano brasileiro e correspondem a mais de 75% da distribuição de gêneros alimentícios no conjunto do comércio, conforme a Abras – Associação Brasileira de Supermercados (2001), e são considerados, juntamente com os Shopping Centers, as mais importantes formas comerciais em operação em todo o mundo na atualidade.
Publicado
2007-10-16
Seção
Notas e Resenhas

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)