ESPAÇOS DE VIDA MIGRANTES: MOBILIDADE E INSEGURANÇA EXISTENCIAL NA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS

  • Eduardo MARANDOLA JR. FCA/UNICAMP
  • Luiz Tiago DE PAULA

Resumo

A experiência urbana contemporânea é marcada pela constituição de espaços de vida amplos e esgarçados, que transformaram o espaço regional em espaço vivido. Para compreender estes processos, precisamos considerar tanto as categorias clássicas como densidade, intensidade, , quanto os novos contextos de hipermobilidade e insegurança existencial. A fragmentação e individualismo se radicalizaram na morfologia metropolitana contemporânea, potencializando a individualização dos estilos de vida expressos nos espaços de vida individuais. Este artigo investiga esta problemática a partir das trajetórias de migrantes do bairro Jardim Amanda, cidade de Hortolândia, na Região Metropolitana de Campinas (SP), descrevendo e analisando na concretude do vivido estas transformações socioespaciais contemporâneas.
Publicado
2013-06-09
Seção
Artigos