SUSTENTABILIDADE DE PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS EM SISTEMAS BOVINOS LEITEIROS

  • Gabriele Medeiros SANTOS Universidade Federal de São Carlos Embrapa Gado de Leite
  • Marcelo Henrique OTENIO EMBRAPA
  • Maria Leonor LOPES-ASSAD UFSCar

Resumo

A metodologia baseada no modelo PSR (Pressure-State-Response) foi aplicada em treze propriedades rurais familiares do Sudeste de Minas Gerais com o objetivo de avaliar práticas de manejo que viabilizem a produção leiteira regional. Um novo grupo de indicadores permitiu avaliar as práticas de manejo da pecuária leiteira e a relação de pequenos produtores desta cadeia produtiva com o ambiente produtivo. Foram gerados índices de pressão sobre a tomada de decisão do produtor (IP), para o estado da aplicação das práticas de manejo (IE) e para a resposta do ambiente ao manejo do produtor (IR). O índice de sustentabilidade da propriedade (ISP) foi calculado a partir da média aritmética entre IP, IE e IR e apontou a tendência evolutiva das propriedades avaliadas. Os resultados mostraram que seis propriedades adotavam práticas adequadas de manejo (ISP>2), com tendência evolutiva de conservação da qualidade ambiental. Em duas propriedades, com ISP=2, a qualidade ambiental encontrava-se em equilíbrio dinâmico. Cinco propriedades apresentaram ISP<2, indicando que eram adotadas práticas de manejo inadequadas e não conservadoras da qualidade do ambiente. Conclui-se que, o modo como a atividade bovino leiteira tem sido desenvolvida pode comprometer a integridade ambiental e consequentemente a qualidade de vida e financeira da população local
Publicado
2014-10-31
Seção
Artigos