ANÁLISE DA APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO: O LITORAL SUL PAULISTA COMO ESTUDO DE CASO

  • Tissiana de Almeida de SOUZA Universidade Estadual de Campinas
  • Cenira Maria Lupinacci da CUNHA Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Técnicas. Mapeamento Geomorfológico. Litoral. Geomorfologia. Simbologias. Relevo Litorâneo.

Resumo

RESUMO O mapa geomorfológico é a representação da superfície terrestre em um plano bidimensional, através de grupos de simbologias e de hachuras. Tais grupos não são padronizados, o que permite a existência de diversos procedimentos técnicos. Com relação ao mapeamento geomorfológico em áreas litorâneas brasileiras, verifica-se que ainda ocorrem estudos fragmentários, e estas dificuldades se estendem ao litoral do estado de São Paulo. O objetivo deste trabalho é analisar a aplicação dos procedimentos técnicos de Tricart (1965), Nunes et al. (1994) e Argento (1995) para o mapeamento geomorfológico do litoral Sul do estado de São Paulo, em escala 1:250.000. Tal análise visa o entendimento de quais simbologias e hachuras são as que melhor representam as formas de relevo e os tipos de modelados. Em um país de dimensões continentais como o Brasil, estudos em escalas regionais são imprescindíveis para a compreensão da dinâmica de evolução do relevo. Palavras-chave: Técnicas. Mapeamento Geomorfológico. Litoral. Geomorfologia. Simbologias. Relevo Litorâneo. ABSTRACT The geomorphological map is a representation of the land surface in two-dimensional plane, through groups of symbols and hatch. Such groups are not standardized, allowing the existence of various technical procedures. With respect to geomorphological mapping in Brazilian coastal areas, there is still fragmentary studies, and these difficulties extend to the coast of the state of São Paulo. The objective of this paper is to analyze the application of technical procedures Tricart (1965), Nunes et al. (1994) and Argento (1995) for geomorphological mapping of the southern coast of the state of São Paulo, 1:250.000 scale. This analysis aims at understanding which symbologies and hatches are the best to represent the landforms and modeled types. In a country of continental dimensions like Brazil, studies on regional scales are indispensable for understanding the relief evolution dinamics. Keywords: Techniques. Geomorphological Mapping. Coastline. Geomorphology. Symbologies. Coastal Relief. RESUMEN El mapa geomorfológico es la representación de la superficie de la Tierra en un plano de dos dimensiones, a través de grupos de símbolos y las escotillas. Tales grupos no están estandarizados, lo que permite la existencia de diversos procedimientos técnicos. Con respecto a la cartografía geomorfológica en las zonas costeras de Brasil, todavía se producen los estudios fragmentarios, y estas dificultades se extienden hasta la costa del estado de São Paulo. El objetivo de este trabajo es analizar la aplicación de los procedimientos técnicos de Tricart (1965), Nunes et al. (1994) y Argento (1995) para la cartografía geomorfológica de la costa sur del estado de São Paulo, a escala 1:250.000. Este análisis tiene por objeto entender que simbologías y escotillas se representa mejor las formas del relieve y tipos de modelados. En un país de dimensiones continentales como Brasil, los estudios a escala regional son indispensables para la comprensión de la dinámica de la evolución del relieve. Palabras-clave: Técnicas. Cartografía Geomorfológica. Costa. Geomorfología. Simbología. Relieve Costero.

Biografia do Autor

Tissiana de Almeida de SOUZA, Universidade Estadual de Campinas
Possui graduação em Geografia (Licenciatura/Bacharelado) pela UNESP, campus de Rio Claro (2008). Mestrado em Geografia (Área de Concentração Organização do Espaço) pela UNESP, campus de Rio Claro (2009-2010). Atualmente, doutoranda em Geografia pela UNICAMP, na linha de pesquisa Sistemas de Informação Geográfica, Análise dos Componentes Naturais da Paisagem e das Transformações Decorrentes do Uso e Ocupação (2011-atual).
Cenira Maria Lupinacci da CUNHA, Universidade Estadual Paulista
Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1993), mestrado em Geografia (1997), doutorado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001) e livre docência em Geomorfologia. Atualmente é professora doutora da Universidade Estadual Paulista - Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geomorfologia, atuando principalmente nos seguintes temas: geomorfologia, cartografia geomorfológica, erosão e planejamento ambiental.
Publicado
2014-06-26
Seção
ARTIGOS ORIGINAIS