A VIOLÊNCIA NA ESCOLA E OS ADOLESCENTES EM CONFLITO COM A LEI: ESTUDO DE CASO

Palavras-chave: Adolescentes infratores, Violência na escola, Conflitos

Resumo

O texto em pauta apresenta resultados parciais da pesquisa “Atendimento escolar dos adolescentes que se encontram em conflito com a lei no município de Arenápolis-MT” e tem por objetivo refletir sobre a percepção dos professores acerca da violência no ambiente escolar e a relação desta com a presença, na escola, de alunos adolescentes em conflito com a lei. Nosso referencial teórico tem por base os autores: Aquino (1998); Abramovay (2002); Chizzotti (2016); Charlot (2002), entre outros. Buscamos resposta para a seguinte questão: qual a percepção dos professores sobre a violência no ambiente escolar e a frequência na escola de alunos adolescentes em conflito com a lei? A pesquisa é qualitativa, do tipo estudo de caso cuja abordagem é fenomenológica. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram a observação e a fonte documental. Constatamos um discurso, entre os professores, de rejeição e de vitimização coexistindo com o medo e a insegurança frente aos adolescentes em conflito com a lei. Palavras-chave: Adolescentes infratores. Violência na escola. Conflitos.

Biografia do Autor

Thellma Vieira Batista, Universidade do Estado de Mato Grosso
Possui graduação em Pedagogia - Faculdades Integradas de Diamantino, Especialista em Psicopedagogia pela Instituto Educare (2010) e em Relações Étnico - Racial no Contexto de Jovens e Adultos pela Universidade Federal de Mato - Grosso UFMT (2015). Professora na Rede Estadual. Atualmente é aluna de Mestrado da UNEMAT em Educação.
Maria do Horto Salles Tiellet, Universidade do Estado de Mato Grosso
Doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2012), mestrado em Educação Brasileira pela Universidade Federal de Santa Maria (1996) especialista em Pesquisa Educacional pela Universidade Federal de Mato Grosso/Rondonópolis (1993) e graduada em Licenciatura em Filosofia - FFCL Imaculada Conceição agregada à Universidade Federal de Santa Maria (1985). Atualmente professora sênior do programa de Pós-graduação em Educação da Universidade do Estado de Mato Grosso.
Daniel Stefano, Universidade do Estado de Mato Grosso
Possui graduação em Bacharelado em Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar Costa Verde(2013) e graduação em Direito pela Universidade Cidade de São Paulo(2017). Atualmente é mestrando da pós-graduação em Educação da Universidade do Estado de Mato Grosso.
Marcos Ferreira Medeiros, Universidade do Estado de Mato Grosso
Possui graduação em Psicologia pela Fapan - Faculdade do Pantanal (2015). Atualmente é aluno do mestrado em Educação da Universidade do Estado de Mato Grosso.
Publicado
2019-04-02