IMPÉRIO, BUROCRACIA E INTERDISCIPLINARIDADE COMO CONTEXTOS DA ANTROPOGEOGRAFIA DE FREDERICO RATZEL

  • Nilson Cortez Crocia BARROS UFP

Resumo

O trabalho aborda a situação contextual – expansão imperial, a interdisciplinaridade e a institucionalização disciplinar – da edificação da proposta da antropogeografia de Frederico Ratzel. A embaraçosa legitimidade da geografia como disciplina ante o desenvolvimento das ciências especializadas ou tópicas é examinada. Explora-se a influência da biologia evolucionista e da íntima relação com os estudos antropológicos para a edificação do pensamento geográfico, além da influência exercida pelas ramificações filosóficas. A institucionalização da disciplina é examinada desde os seus primeiros passos até os anos de 1930. O artigo emprega principalmente a abordagem da historiografia contextual. Palavras-chave: antropogeografia; história da geografia; epistemologia da geografia.
Publicado
2008-07-11
Seção
Artigos