O PAPEL DA MÍDA NA DIFUSÃO DA INFORMAÇÃO CLIMÁTICA:

  • Lucí Hidalgo NUNES

Resumo

A mídia tem dedicado atenção crescente à informação climática, mas a compreensão das informações sobre tempo e clima varia de acordo com o interesse individual e conhecimento prévio, de forma que o uso da mesma informação pode ser bastante diferente entre os grupos sociais. Ademais, informação precisa e rápida pode ser transformada em ganhos ou prejuízos econômicos, ou pode mesmo salvar vidas. O estudo objetivou avaliar o papel da mídia na difusão de informação climática analisando o evento El Niño de 1997-98, cujos efeitos impactaram muitas áreas do mundo, incluindo a América do Sul. A análise considerou as notícias publicadas em “O Estado de S.Paulo”, de maio de 1997 a maio de 1998. Aspectos como a importância do assunto em cada exemplar (página de rosto, tamanho da matéria), a freqüência e as formas de tratamento da notícia (o quão precisa, completa etc.) foram considerados. Resultados mostraram que o número de notícias sobre o El Niño foram mais concentradas a partir de setembro de 1997. O fenômeno foi relacionado a diferentes temas (agricultura, turismo, economia, saúde) e enquanto algumas das notícias foram corretas e precisas muitas outras foram erradas e sensacionalistas. Palavras chave: Mídia. El Nino. Jornal. Geografia.
Seção
Artigos