ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS EMISSÕES DE ÓXIDOS DE NITROGÊNIO (NOx) DEVIDO ÀS INDÚSTRIAS DE AÇÚCAR E ÁLCOOL NO ESTADO DE SÃO PAULO

  • Flávia Guimarães FIORANELLI USP
  • Jorge Marcos de MORAES USP
  • Alexandre Marco da SILVA USP
  • Anselmo FIORANELLI USP

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo quantificar as emissões de NOx pelas indústrias de açúcar e álcool, no estado de São Paulo devido à queima de bagaço de cana de açúcar. Esse combustível vem sendo cada vez mais utilizado para suprir as necessidades individuais de energia térmica e elétrica das usinas e o excedente energético, obtido através de cogeração, exportados para a rede local. Utilizando-se dados georreferenciados obtidos em 125 usinas de cana localizadas no estado de São Paulo, foram elaborados mapas com a distribuição espacial da emissão de NOx, [kg.h-1] para as safras 2001/2002, 2002/2003 e 2003/2004. Os mapas foram gerados através de procedimentos de interpolação de dados e técnicas de geoprocessamento. Verificou-se que as regiões de Piracicaba e Ribeirão Preto, ambas com alta densidade demográfica, possuem altos valores de emissão de NOx e conseqüentemente são as mais suscetíveis aos efeitos desse poluente atmosférico. Palavras-chave: Poluição atmosférica. Óxidos de nitrogênio. Estado de São Paulo. Usinas de açúcar e álcool. Estudo espacializado da poluição.
Publicado
2008-07-25
Seção
Artigos