OS MÉTODOS DAS CIÊNCIAS, O PARADIGMA INDICIÁRIO E AS PESQUISAS DOCUMENTAIS EM GEOGRAFIA: UMA PROPOSTA APLICADA

  • Bruno Falararo MELLO Universidade Estadual Paulista (UNESP)
  • João Pedro PEZZATO Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Resumo

Este trabalho é fruto de pesquisa que relaciona o currículo de Geografia, em especial os conteúdos da climatologia escolar em livros didáticos do Ensino Médio, com sua respectiva ciência de referência. Para tanto, foram selecionados autores de livros didáticos representativos da Geografia escolar brasileira entre as décadas de 1960 e 2010, com o objetivo de proceder a uma leitura crítica acerca dos conteúdos de climatologia veiculados em suas obras didáticas, bem como a detalhes das narrativas que remetem às representações de seus autores. Neste artigo, tratamos de divulgar, especificamente, o método norteador da pesquisa, o paradigma indiciário, apresentado pelo historiador italiano Carlo Ginzburg, que ainda é pouco conhecido na Geografia brasileira e que pode servir às pesquisas de fontes documentais, como a que realizamos. Apresentaremos algumas considerações sobre os métodos comumente empregados nas ciências e trataremos especificamente do paradigma indiciário, com exemplos de seu emprego.

Biografia do Autor

Bruno Falararo MELLO, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) – Rio Claro.

João Pedro PEZZATO, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Professor do Departamento de Educação / IB e do Programa de Pós-Graduação em Geografia / IGCE - Universidade Estadual Paulista - UNESP - Rio Claro.

Publicado
2021-01-07
Seção
Artigos