USO DA TERRA E SUA RELAÇÃO COM OS REMANESCENTES DE CERRADO NA ALTA BACIA DO RIO ARAGUAIA (GO, MT e MS)

  • Karla Maria Silva de FARIA Universidade Federal de Goiás
  • Selma Simões de CASTRO Universidade Federal de Goiás

Resumo

A ocupação intensiva do Bioma Cerrado, dominante na região Centro-Oeste do país, foi influenciada por políticas e projetos governamentais, como o II Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) que estimularam o desenvolvimento da região e promoveram intensos desmatamentos das fitofisionomias nativas e sua substituição, sobretudo, pela agropecuária. A Alta Bacia do rio Araguaia abrangendo terras dos Estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e drena uma área de 62.384,41 km2, constitui-se uma das áreas representativas desse processo. O objetivo deste artigo é apresentar o mapa do uso da terra dessa bacia, e quantificar e espacializar os remanescentes de Cerrado existentes. Esse estudo foi realizado com apoio de análise de imagens de satélite Landsat 7 ETM+ (2003), combinando técnicas de interpretações visuais e digitais, acompanhadas de validação em campo. Os resultados revelaram que a Alta Bacia do rio Araguaia apresenta 44,79% de sua área total em remanescentes, os quais estão ameaçados pelas atividades agropecuárias, que respondem pelos 55,21% da área e que o processo de fragmentação não foi homogêneo em toda a bacia, tendo em vista que os remanescentes encontram-se mais concentrados na porção nordeste da bacia. Palavras-chave: Bioma Cerrado. Desmatamentos. Ocupação. Uso da terra.
Publicado
2008-08-27
Seção
Artigos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)