O TEXTO LITERÁRIO EM SALA DE AULA E O DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES PSÍQUICAS SUPERIORES: REFLEXÕES NECESSÁRIAS

  • Marta Regina Furlan de Oliveira Universidade Estadual de Londrina
  • Luiz Carlos Migliozzi Ferreira de Mello Universidade Estadual de Londrina
Palavras-chave: Texto Literário. Funções Psíquicas. Teoria Histórico Cultural. Semiótica.

Resumo

Este artigo objetiva analisar o desenvolvimento das funções psíquicas superiores a partir do texto literário trabalhado em sala de aula. A análise é feita a partir dos fundamentos da Teoria Histórico Cultural em Vygotsky e da Semiótica de linha francesa. Busca-se refletir sobre o modo como os textos literários são trabalhados na educação escolar e se há possibilidades para a construção do pensamento elaborado e crítico. A metodologia consiste em um estudo teórico em autores como Vygotsky (1989, 2001, 2008); Luria (1990); Leontiev (1969); Fiorin (2000, 2005) entre outros. Pela análise interpretativa do texto, torna-se possível a construção subjetiva da relação entre o autor e leitor (aluno, professor), entre o narrador e o narratário e entre as personagens do conto, além de reconstruir o contexto literário no qual a obra se insere. A partir desse exercício crítico, pode-se pensar novas alternativas para o trabalho com o texto literário nos espaços formativos escolares. Palavras–chave: Texto Literário. Funções Psíquicas. Teoria Histórico Cultural. Semiótica.

Biografia do Autor

Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina
Possui graduação em Pedagogia Orientação Educacional pela Universidade Estadual de Londrina (1999), especialização em Metodologia da Ação Docente pela Universidade Estadual de Londrina (2000), Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2003) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (2011). Atualmente é professor assistente do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina e Vice Coordenadora do Curso de Pós Graduação - Especialização em Trabalho Pedagógico na Educação Infantil da Universidade Estadual de Londrina, . Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Prática de Ensino e Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: educação infantil, formação de professores, didática e metodologia de ensino, infância e ludicidade, ensino e aprendizagem na teoria histórico-cultural. Tem experiência na área de Gestão Escolar e Organização do trabalho pedagógico. Ministra disciplinas em cursos de Pós Graduação na área de Educação, Gestão Escolar, Formação de Professores e, atua com ministração de cursos referentes à formação de professores da educação infantil, ensino fundamental e médio e ensino superior. (Texto informado pelo autor). Atualmente está matriculada no programa de pós doutorado em filosofia de educação na Unesp de Marilia-São Paulo.
Luiz Carlos Migliozzi Ferreira de Mello, Universidade Estadual de Londrina
Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (1987), mestrado (1996) e doutorado (2002) em Semiótica e Lingüística Geral pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado em Sociossemiótica pela PUC-SP (COS) / CNRS-Paris. É professor efetivo da Universidade Estadual de Londrina e ministra aulas na Especialização em Língua Portuguesa e no Programa de Pós-Graduação (mestrado e doutorado) em Letras. Orienta pesquisas em Semiótica Literária. Atualmente, é o editor e o diretor da EDUEL, editora da Universidade Estadual de Londrina.
Publicado
2017-04-27
Como Citar
FURLAN DE OLIVEIRA, M. R.; MIGLIOZZI FERREIRA DE MELLO, L. C. O TEXTO LITERÁRIO EM SALA DE AULA E O DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES PSÍQUICAS SUPERIORES: REFLEXÕES NECESSÁRIAS. Educação: Teoria e Prática, v. 27, n. 54, p. 23 - 39, 27 abr. 2017.
Seção
Artigos