Singularização, Formação, Ecosofia, Biopotência: inventando-se entre o palhaço e o outro

Autores

  • Kátia Maria Kasper Universidade Federal do Paraná

Palavras-chave:

singularização, corpo, educação, biopotência, narrativa

Resumo

Este trabalho apresenta aspectos de experiências singulares e singularizantes de formação, vividas por um ator que atua como palhaço, tal como narradas por ele e estabelecendo conexões com outras vozes, marcadas pela invenção de modos de vida (DELEUZE, 1965). Na trajetória de construção do palhaço Xuxu, evidencia-se, ao mesmo tempo, o papel da invenção na construção da subjetividade e o papel do outro como abertura de mundos possíveis (DELEUZE, 1974).

Biografia do Autor

Kátia Maria Kasper, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas . Professora do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná.

Downloads

Publicado

2009-02-04

Como Citar

KASPER, K. M. Singularização, Formação, Ecosofia, Biopotência: inventando-se entre o palhaço e o outro. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 18, n. 31, p. 103, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/2201. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos