O Desafio de processos participativos nas atividades de Educação Ambiental no Arquipélago de Fernando de Noronha – PE – Brasil

  • Vivian Battaini Laboratório de Educação e Política Ambiental, Oca, Universidade de São Paulo - ESALQ
  • Marcos Sorrentino Universidade de São Paulo - ESALQ
  • José Martins Jr da Silva Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio

Resumo

O artigo traz reflexões sobre o desafio de promover processos participativos em atividades de Educação Ambiental (EA). Apoiado em pesquisa qualitativa realizada em Fernando de Noronha, identifica a relação entre os documentos oficiais e a EA e a participação; mapeia as atividades de EA desenvolvidas no Arquipélago em 2013 e categoriza as técnicas voltadas a participação. Os principais resultados são: necessidade de institucionalizar políticas públicas de EA; importância de ambientalização e enraizamento da EA nas instituições; e timidez com que as atividades têm contribuído para a formação de sujeitos participativos. Por fim, considera-se que o desenvolvimento de processos participativos fomentados pelas atividades de EA na Ilha pode contribuir para a formação de pessoas comprometidas com a melhoria das condições socioambientais de seu território e com a cidadania planetária. 

Biografia do Autor

Vivian Battaini, Laboratório de Educação e Política Ambiental, Oca, Universidade de São Paulo - ESALQ

Bióloga (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho). Doutora e Mestre em Ciências - Programa Ecologia Aplicada (ESALQ/CENA, 2017; 2011). Pesquisadora do Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca - ESALQ/USP, 2010 - 2019). Membra da Equipe Pedagógica da Especialização Educação Ambiental e Transição para Sociedades Sustentáveis (Oca - ESALQ/USP). Educadora Ambiental do Fundo Brasileiro de Educação Ambiental.

Marcos Sorrentino, Universidade de São Paulo - ESALQ

Pedagogo, biólogo e ambientalista. Professor sênior da USP, campus de Piracicaba. Foi diretor de EA do Ministério do Meio Ambiente da República Federativa do Brasil, de 2003 a 2008. Coordenador do Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca - ESALQ/USP).

José Martins Jr da Silva, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio

Graduado em Oceanografia Biológica e em Oceanografia Geológica pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1988), com mestrado (1996) e doutorado (2005) no Programa de Pós Graduação em Oceanografia Biológica da Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente é Analista Ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), lotado no Núcleo de Gestão Integrado de Fernando de Noronha do ICMBio. Criou em 1990 o Projeto Golfinho Rotador (www.golfinhorotador.org.br).

Publicado
2020-09-23
Seção
Artigos