A transição para sociedades sustentáveis: uma abordagem a partir de processos educadores

  • Rachel Andriollo Trovarelli ESALQ/CENA – USP
  • Vivian Battaini ESALQ-USP
  • Marcos Sorrentino ESALQ-USP

Resumo

Neste artigo buscamos contribuir com a reflexão sobre intervenções educadoras em direção à transição para sociedades mais sustentáveis a partir da experiência do Laboratório de Educação Ambiental e Políticas Públicas – Oca (ESALQ/USP) com a criação de um curso de especialização. Com a abordagem metodológica qualitativa inspirada na pesquisa-intervenção, realizamos a coleta, análise e sistematização de dados do período de construção do curso, entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2017, por meio da análise documental e da observação participante. Com os resultados obtidos refletimos sobre o processo de construção participativa do curso, bem como enunciamos os principais desafios e aprendizados no tocante à recursos, processos, relações e identidade na formação da equipe pedagógica. Ao final do artigo, apontamos algumas questões que nos parecem relevante para pensar a continuidade de processos educadores ambientalistas como este, no contexto da universidade pública.

Biografia do Autor

Rachel Andriollo Trovarelli, ESALQ/CENA – USP

Mestre em ciências (ESALQ/CENA – USP), doutoranda em ciências (ESALQ/CENA – USP).

Vivian Battaini, ESALQ-USP

Doutora em ciências (ESALQ/CENA – USP), pesquisadora colaboradora do Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca (ESALQ-USP).

Marcos Sorrentino, ESALQ-USP

Doutor em educação (USP), professor livre-docente do departamento de Ciências Florestais (ESALQ-USP), coordenador do Laboratório de Educação e Política Ambiental – Oca (ESALQ-USP).

Publicado
2021-06-30
Seção
Artigos