Developmental Ideology and Banality of Environmental Evil in the Republican History of Brazil: From the Ferrovia do Diabo to the Rodovia Transamazônica

  • Carlos Renato Carola Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)
  • Gladir da Silva Cabral Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)

Resumo

In the Republican History of Brazil, the obsessive desire for modernization has been manifesting in the political and economic culture of groups that assume the leadership of the State, either under the condition of elected governments or imposed by coups d’état. This article contextualizes the issue of environmental crisis by establishing a relationship with the "banality of environmental evil" contained in some of the major developmental projects designed during the Republican period (1889-1985). Finally, the paper examines the developmental trajectory through the telescope of Environmental History, armed with theoretical tools offered by some authors, including Hannah Arendt, Adorno, Edgar Morin, Enrique Dussel, and Paulo Freire.

Biografia do Autor

Carlos Renato Carola, Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)
Professor de História da América e História Ambiental, professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). Mestre em História pela Universidade Federal Santa Catarina (UFSC) e Doutor em História pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente desenvolve pesquisa na área de História e Educação Ambiental.
Gladir da Silva Cabral, Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)

Graduação em Letras - Inglês, mestrado em Letras - Inglês pela UFSC e doutorado em Letras - Inglês pela UFSC. Profressor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unesc.

Publicado
2020-10-07
Seção
Artigos