“Vou crescer sabendo que tem que respeitar a natureza, os animais e as pessoas”: Vivências infantis no Parque da Matinha, Bahia.

  • Christiana Cabicieri Profice Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC

Resumo

Tratamos das vivências e atitudes ambientais de 55 estudantes de ensino fundamental de duas escolas de Itapetinga, no sul da Bahia, visitantes do Parque Municipal da Matinha (PMM), que tem como seu principal atrativo um zoológico. A coleta dos dados seguiu uma abordagem multimétodos, com observações no parque, registros fotográficos e análise documental. As crianças realizaram um desenho após a visita e foram entrevistadas; também responderam à Escala de Atitudes Ambientais (NEP) adaptada para crianças. Os desenhos, de tendência positivista e antropocêntrica, destacaram os animais e brinquedos do parque, com baixa frequência de elementos vegetais. Na análise das entrevistas há amplas referências normativas e destaques positivos e negativos a animais icônicos como cobras. As crianças apontaram os principais problemas do parque e revelaram questões éticas e de cuidados com os animais como principais conhecimentos aprendidos nas visitas. O grupo obteve uma média de 3.77 na escala NEP indicando atitudes ambientais de tendência ecocêntrica. Consideramos a estratégia multimétodos como adequada para uma aproximação à vivência infantil. Queremos enfatizar a importância das crianças como atores sociais no desenvolvimento de políticas públicas referentes aos ambientes de convivência comunitária.

Biografia do Autor

Christiana Cabicieri Profice, Universidade Estadual de Santa Cruz/UESC
Graduada em Psicoloigia USU/RJ) e com mestrado em Psicologia Clinica e Patológica (Paris V) e em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (UESC/BA) com doutorado em Psicologia (UFRN/RN) dez pós-doutorado em Psicologia (CCNY/NY).Desde 1990 faz parte do DFCH/UESC e atualmente é professora titular. Atua como professora e orientadora do Programa de Desenvolvimento Regional/PRODEMA (mestrado e doutorado) na linha de interações socioambientais. Líder de Grupo de Estudos e Pesquisa em Interações Socioambientais atua também projetos de ensino e extensão.
Publicado
2020-11-22
Seção
Artigos