As Situações de Estudo como Estratégias de Educação Ambiental à Abordagem da Problemática dos Riachos Degradados nas Escolas

  • Laísa Wociechoski Cavalheiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Toshio Nishijima Universidade Federal de Santa Maria

Resumo

A Educação Ambiental possibilita subsídios à sensibilização dos sujeitos à preservação dos recursos naturais como os riachos. O objetivo desta pesquisa é analisar a problemática dos riachos degradados intermediada pela Educação Ambiental em uma escola. A metodologia consistiu no desenvolvimento de uma Situação de Estudo, como estratégia para vivências práticas, com estudantes entre seis e sete anos, do primeiro ano do Ensino Fundamental do Centro de Educação Básica Francisco de Assis (EFA), Ijuí, RS, sobre atitudes que minimizem impactos negativos aos riachos degradados. As atividades aconteceram de maio a junho de 2011 e oportunizaram aos estudantes analisar e repensar sua relação com a natureza e postura frente à preservação dos riachos. Conclui-se que a Situação de Estudo é uma estratégia significativa às abordagens de Educação Ambiental nas escolas e que os trabalhos na EFA sensibilizaram os estudantes à preservação dos ecossistemas de riacho e à proteção da sua biodiversidade.

Palavras-chave: Riachos degradados. Situação de Estudo. Educação Ambiental.

Biografia do Autor

Laísa Wociechoski Cavalheiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Mestre em Biologia Animal, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Toshio Nishijima, Universidade Federal de Santa Maria
Professor Doutor do Departamento de Engenharia Rural – DER, Centro de Ciências Rurais – CCR, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
Publicado
2015-01-06
Seção
Artigos