Formação de educadores ambientais na tessitura de um grupo de pesquisa

  • Raphael Alves Feitosa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Crateús.
  • João Batista de Albuquerque Figueiredo Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Departamento de Teoria e Prática de Ensino.

Resumo

O artigo analisa o que estudantes-pesquisadores de um grupo de pesquisa compreendem sobre as atividades desenvolvidas no grupo, bem como investiga as contribuições da referida confraria para a formação de educadores ambientais. Os resultados apresentados na pesquisa indicam que o grupo de pesquisa foi visto pelos seus membros como uma possibilidade de formação humana colaborativa, que estimulou a criatividade, a diversidade de pontos de vista e os laços de companheirismo, de parceria.  Os partícipes conceberam o grupo conceberam o mesmo como um lócus de aprofundamento de saberes individuais e coletivos, criando um campo de possibilidades formativas, de costura de saberes parceiros.

Biografia do Autor

Raphael Alves Feitosa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Crateús.
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Fedral do Ceará (UFC). Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Crateús, Departamento de Ensino.
João Batista de Albuquerque Figueiredo, Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Departamento de Teoria e Prática de Ensino.
Professor Pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará, professor associado do Departamento de Teoria e Prática do Ensino da Faculdade de Educação da UFC.Têm Pós-Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina, com trabalho acerca da Interculturalidade, Descolonialidade e Perspectiva Eco-relacional. Possui Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais/Educação Ambiental pela Universidade Federal de São Carlos (2003), com tese sobre Educação Ambiental Dialógica numa Abordagem Freireana; Mestrado em Saúde Pública pela Universidade Estadual do Ceará (1999), com uma dissertaçãoo acerca da Epistemologia e Educação Ambiental. É Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Ambiental Dialógica, Educação Intercultural, Descolonialidade e Educação Popular Freireana- Gead. Possui experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Ambiental, Educação Popular, Didática e Formação Docente. Criador da Perpectiva Eco-Relacional e da Educação Ambiental Dialógica. Atua e pesquisa principalmente com os seguintes temas: Educação Ambiental, Educação Popular Freireana, Perspectiva Eco-Relacional, Ensino-Aprendizagem, Novos Paradigmas Epistemo-Educativos, Didática e Formação Docente. Pesquisador membro da l association pour la recherche Interculturelle (ARIC). Membro do Centro Paulo Freire Estudos e Pesquisas.
Publicado
2013-08-22
Seção
Artigos