A ASSESSORIA PRIVADA DE GESTÃO EDUCACIONAL NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE CAMPINAS

  • Sara Badra de Oliveira Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: assessoria privada, gestão educacional, avaliação institucional, participação, gerencialismo

Resumo

O artigo busca contribuir com a compreensão das atuais reformas gerencialistas que reconfiguram a administração pública sob o argumento de torná-la mais eficaz e capaz de responder às demandas sociais pela melhoria da qualidade da educação pública. Dentro do convênio firmado em 2013 entre a Prefeitura Municipal de Campinas e a organização Comunitas, analisa-se um eixo de trabalho específico relativo à atuação da empresa interveniente Falconi na Rede Municipal de Ensino, por meio de uma proposta de assessoria de gestão por resultados. Ao mesmo tempo, essa rede possui uma história de implementação de política de Avaliação Institucional Participativa, que se coloca como alternativa às políticas gerencialistas, na esteira da administração pública societal. O artigo faz uma análise documental da proposta de atuação da assessoria, de forma a situá-la em um contexto mais amplo de emergência das estratégias da Terceira Via no Brasil, e problematiza em que medida a participação das organizações parceiras na gestão da política educacional de Campinas representa uma “soma de esforços” pela melhoria da educação, ou distancia-se da lógica de participação defendida pela política de Avaliação Institucional Participativa. Palavras-chave: Assessoria Privada. Gestão Educacional. Avaliação Institucional. Participação. Gerencialismo.
Publicado
2016-12-12
Seção
Artigos