OS MUNDOS DA GEOGRAFIA E DO HOMEM 1

  • Eduardo MARANDOLA JR. UNICAMP

Resumo

Receber um livro novo é sempre muito bom. Mas receber um livro novo do professor Carlos Augusto de Figueiredo Monteiro é uma felicitação especialmente gratificante. Pioneiro de vários estudos entre nós, como os estudos sobre clima urbano, análise rítmica, estudos geossistêmicos e da própria preocupação ambiental, erigiu sua carreira acadêmica de forma a sempre galgar novos degraus, suplantando desafios. Homem de cultura vasta e erudita, pôde, após sua aposentadoria prematura (em meados dos anos 1980), dedicar-se a outros campos da ciência geográfica e do pensamento humano, novamente sendo pioneiro. Ainda nos anos 1980, produz um dos primeiros estudos sobre Geografia e Literatura entre nós, enveredando para a interface Geografia-Arte-Filosofia. O caminho que o conduziu por esta senda foi o da reflexão epistemológica sobre os rumos da ciência geográfica e uma peculiar capacidade de compreender espaço-tempo de forma uníssona, acompanhando assim os desenvolvimentos históricos, econômicos e culturais, em diferentes escalas, ao mesmo tempo. Essa capacidade rara de traçar e compreender estes nexos permite ao autor tratar de questões tão específicas e gerais no mesmo movimento, em direção a uma perspectiva mais conjuntiva e holística da Geografia, da História, da Sociedade e da Natureza. O livro que chega às mãos da comunidade geográfica neste ano, editado pela Edições Territorial, é um exemplo dessas contribuições seminais e dessa rara capacidade de falar de vários assuntos sem ser generalista ou superficial: Geografia sempre: o homem e seus mundos é um presente para os leitores brasileiros que podem fruir de oito ensaios recentes desse grande geógrafo e pensador.
Publicado
2009-10-29
Seção
Notas e Resenhas

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)