HABILIDADES SOCIAIS E FORMAÇÃO ACADÊMICA: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE GRADUANDOS E PROFISSIONAIS DE PSICOLOGIA

  • Diêgo Ferreira de Oliveira Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Jackeline Maria de Souza Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Habilidades Sociais, universitários, estudantes de psicologia, psicólogos.

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo comparar as habilidades sociais (HS) de graduandos de Psicologia e profissionais da mesma área com pelo menos um ano de atuação. O estudo foi realizado com três grupos: 63 estudantes do início do curso (1º, 2º e 3º períodos); 54 estudantes do final do curso (8º, 9º e 10º períodos); e 25 psicólogos. Para coleta de dados foi utilizado o Inventário de Habilidades Sociais (IHS), o qual foi aplicado com os estudantes e os profissionais na universidade, nos locais de trabalho, em outro ambiente de sua disponibilidade ou através de e-mail. Os resultados apontaram que não houve diferenças significativas no escore geral de Habilidades Sociais entre os estudantes de início e final do curso (p = 0,319) nem entre estudantes de final do curso e psicólogos (p = 0,70). Houve diferença significativa quando comparados os estudantes de início de curso e psicólogos (p = 0,009). A partir do manual, foi possível verificar que, em sua maioria, os estudantes e profissionais apresentam um bom repertório de HS em seus diferentes fatores. Consideramos relevante, ainda, o desenvolvimento de atividades que possibilitem maior aprendizagem dessas HS ainda durante a formação, avaliando que estas são fundamentais à atuação do psicólogo. Palavras-chave: Habilidades sociais. Universitários. Estudantes de psicologia. Psicólogos.
Publicado
2016-12-12
Seção
Artigos