Paulo Freire e a UNESCO: Análise de recomendações de políticas de educação de adultos

Palavras-chave: Paulo Freire. Educação como prática de liberdade. Políticas de educação de adultos. Lógicas políticas. UNESCO.

Resumo

Paulo Freire é um autor importante para as políticas de educação de adultos e o pensamento deste autor foi valorizado pela UNESCO em diferentes circunstâncias e documentos. De entre estes documentos, para o caso da educação de adultos, contam-se a Recomendação para o Desenvolvimento da Educação de Adultos (1976) e Recomendação sobre a Aprendizagem e Educação de Adultos (2015). A análise destas Recomendações é levada a cabo neste artigo a partir da proposta de Lima e Guimarães (2018). Esta proposta integra a lógica democrática e emancipatória que beneficia do contributo de Freire. A questão que orienta a análise neste artigo é a seguinte: Que dimensões políticas e educativas enunciadas pelas Recomendações de Aprendizagem e Educação da UNESCO (1976 e 2015) remetem para o contributo de Freire? Através da análise documental e da análise de conteúdo, abordam-se as dimensões políticas e educativas enunciadas nas Recomendações, com particular destaque para os conceitos como educação como prática de liberdade que, de cariz emancipatório e democrático, apelam à educação problematizadora, conscientização e dialogicidade.

Referências

BOWEN, G. A. Document analysis as a qualitative research method. Qualitative Research Journal, v. 9, n. 2, 2009. DOI 10.3316/QRJ0902027.

CANÁRIO, R. Educação de adultos – um campo e uma problemática. Lisboa: Educa, 2013.

DELORS, J. et al. Learning: the treasure within. Report to UNESCO of the International Commission on Education for the Twenty-First Century. Paris: UNESCO, 1996.

ELFERT, M. Learning to Live Together: Revisiting the humanism of the Delors Report. Paris: UNESCO Education Research and Foresight (ERF Working Papers Series, No. 12), 2015. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0023/002338/233814e.pdf Acesso em: 20 jul. 2021.

FAURE, E., et al. Learning to Be. The world of education today and tomorrow. Paris: UNESCO/Harrap, 1972.

FINGER, M. & ASÚN, J. M. A Educação de Adultos numa Encruzilhada: Aprender a nossa saída. Porto: Porto Editora, 2003.

FREIRE, A. M. Educação para a paz segundo Paulo Freire. Educação, ano XXIX, n. 2 (59), 2006.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, P. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Porto: Edições Afrontamento, 2018.

GADOTTI, M. Lições de Freire. Revista da Faculdade de Educação, v. 23, n. 1-2, 1997.

GADOTTI, M. & TORRES, A. Paulo Freire: Education for Development. Development and Change, v.40, n. 6, 2009.

GUIMARÃES, P. Políticas de Educação de Adultos em Portugal (1999-2006): a emergência da educação e formação para a competitividade. Braga: Universidade do Minho – Instituto de Educação, 2011.

LIMA, L. C. A pedagogia do oprimido como fonte para a crítica ao pedagogismo opressor. Educação, Sociedade & Culturas, v. 54, 2019.

LIMA, L. C. & GUIMARÃES, P. Lógicas políticas da educação de adultos em Portugal. Cadernos de Pesquisa, v. 48, n. 168, 2018.

MAYO, P. Critical literacy and emancipatory politics: the work of Paulo Freire. International Journal Educational Development, v. 15, n. 4, 1995.

MILANA, M. Unesco, educação de jovens e adultos e mobilização política. Revista Temas em Educação, v. 23, n. 2, 2014.

MILANA, M. Global polity in adult education and UNESCO: landmarking, brokering and framing policy. Globalisation, Societies and Education, v. 14, p. 2, 2016. DOI: 10.1080/14767724.2015.1010437.

NEMETH, B. Critical overview of the roles of international organisations in the development of adult learning and education. In: SLOWEY, M. (Ed.), Comparative Adult Education and Learning. Firenze: Firenze University Press, 2016, p. 117-139.

UNESCO. CONFINTEA. Declaração de Hamburgo. Agenda para o Futuro. Brasília: SESI/UNESCO, 1999.

UNESCO. Recomendação sobre o Desenvolvimento da Educação de Adultos. Conferência Geral da UNESCO. Braga: Universidade do Minho/Unidade de Educação de Adultos, 1977.

UNESCO. Recomendação sobre Aprendizagem e Educação de Adultos. 2015. Brasil: UNESCO, 2017.

Publicado
2021-10-29
Como Citar
GUIMARÃES, P. Paulo Freire e a UNESCO: Análise de recomendações de políticas de educação de adultos. Educação: Teoria e Prática, v. 31, n. 64, p. e31[2021], 29 out. 2021.