A sensibilização da memória na formação de educadores

Autores

  • Marcos Ferreira-Santos Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação
  • Theda Cabrera Doutoranda -Faculdade de Educação- Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.18675/1981-8106.vol23.n44.p95-111

Palavras-chave:

contos filosóficos, arte-educação, interdisciplinaridade, formação de professores, hermenêutica simbólica

Resumo

Este artigo trata de um aspecto específico da pesquisa (Financiamento Capes 2011/ 2012) de dramatização de contos filosóficos como contribuição à arte-educação. No presente artigo vamos nos ater à questão da utilização dos contos filosóficos (CARRIÈRE, 2004, 2008; GRILLO, 1993; MACHADO, 2004; NAPOLITANO, 2011), para sensibilizar a memória e o corpo-memória (GROTOWSKI, 1993) dos jovens universitários, graduandos em Pedagogia. Para o presente artigo nos pautamos por dois eixos metodológicos transversais: leitura e estudo de contos filosóficos; e diálogo entre a parte empírica da pesquisa e de seus registros com o referencial teórico pertinente à mitohermenêutica (perspectiva hermenêutico-fenomenológica) e ao diretor teatral Grotowski. A utilização dos contos filosóficos como recurso para a formação de educadores consolida um processo de ensino/ aprendizagem assaz significativo que, para muito além dos recursos apenas teóricos, os prepara para uma “escuta atenta” e uma prática mais coerente com outras possibilidades educativas alternativas quando estejam, eles próprios, no desempenho de suas funções como educadores e educadoras.

Biografia do Autor

Marcos Ferreira-Santos, Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação

Livre-docente da Faculade de Educação da USP, coordenador do Lab_Arte - laboratório expeirmental de arte-educação e cultura, arte-educador e professor visitante de universidades na Espanha e América Latina. Arte-educador e professor de mitologia e hermenêutica simbólica

Theda Cabrera, Doutoranda -Faculdade de Educação- Universidade de São Paulo

Mestre em Artes pela Unicamp, doutoranda em Educação pela FE-USP, arte-educadora e coordenadora do núcleo de dramatização de contos do Lab_Arte - laboratório experimental de arte-educação e cultura - FE-USP.

Downloads

Publicado

2013-12-16

Como Citar

FERREIRA-SANTOS, M.; CABRERA, T. A sensibilização da memória na formação de educadores. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 23, n. 44, p. 95–111, 2013. DOI: 10.18675/1981-8106.vol23.n44.p95-111. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/7356. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos