Relações raciais e de gênero: a educação física escolar na perspectiva da alquimia das categorias sociais

  • Luciano Nascimento Corsino Universidade Federal de São Paulo
  • Daniela Auad Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Educação Física Escolar, Política Educacional, Relações de Gênero, Relações Raciais.

Resumo

O artigo apresenta resultados de pesquisa realizada em Escola Pública e analisa as identidades produzidas e reveladas pela rica mistura das especificidades das categorias sociais no âmbito das aulas de Educação Física. Nestas, assim como em outras situações escolares, as diferenças hierarquizadas estão intrinsecamente relacionadas aos conflitos raciais e ao modo como as/os professores lidam, usualmente de modo desigual, com alunos e alunas. As formas como os/as docentes separam ou misturam meninas e meninos e como sistematizam e escolhem temas e conteúdos revelam a importância do debate tanto da heteronormatividade quanto da exaltação de determinada raça/etnia em detrimento de outras. Tais processos são exemplares da produção da homossexualidade como desvio e da negritude como defeito. Assim, ao pensar, como pano de fundo, no ardente culto aos privilégios heterossexuais e na negação da negritude, o texto propõe reflexões que abordam tanto gênero quanto raça como categorias que estão intrinsecamente relacionadas e que, tornam-se emergentes nas políticas educacionais e nas práticas pedagógicas, a partir de imbricado feixe de categorias sociais.

Biografia do Autor

Luciano Nascimento Corsino, Universidade Federal de São Paulo
Mestre em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), Especialista em Educação para as Relações Étnico-Raciais pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos). Professor de Educação Física na Prefeitura de São Paulo – SME/SP
Daniela Auad, Universidade Federal de Juiz de Fora
Pós-doutora em Sociologia pela UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas), doutora em Educação pela USP (Universidade de São Paulo) e professora da Faculdade de Educação da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora)
Publicado
2014-04-09
Seção
Artigos