Relação família e escola no contexto da inclusão: opinião de professores pré-escolares

  • Laura Borges Universidade Federal de São Carlos.
  • Danielli Silva Gualda Universidade Federal de São Carlos
  • Fabiana Cia Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Relação família-escola, Educação especial, Inclusão, Pré-escolar

Resumo

O objetivo deste estudo foi o de descrever como os professores de crianças pré-escolares avaliam a relação entre a família e a escola, considerando especificamente o processo de inclusão. Participaram da pesquisa 20 professoras pré-escolares. Para responder aos objetivos, as professoras preencheram um questionário. Dentre os resultados têm-se que: (a) 65% dos professores apontaram a socialização como o principal fator da escola que pode influenciar o sucesso da criança; (b) 70% dos professores apontaram que a boa relação família e escola é tida por meio de troca de informações e diálogo; (c) 85% dos professores apontaram as reuniões de pais e 65% o uso de bilhetes, como estratégias que utilizam para se comunicar com os pais e (d) 45% dos professores relataram informar os pais sobre o desenvolvimento/aprendizagem da criança, como uma das principais ajudas que podem oferecer aos pais. Nota-se a necessidade de intervenção com pais e professores para estreitar a relação entre eles, a fim de que possam favorecer o desenvolvimento e a aprendizagem da criança pré-escolar incluída.

Biografia do Autor

Laura Borges, Universidade Federal de São Carlos.
Graduanda do curso de licenciatura em Educação Especial, da Universidade Federal de Sâo Carlos. Bosista de Iniciação Científica - PIBIC/CNPq.
Danielli Silva Gualda, Universidade Federal de São Carlos
Graduanda do curso de licenciatura em Educação Especial, da Universidade Federal de Sâo Carlos. Bosista de Iniciação Científica - PIBIC/CNPq.
Fabiana Cia, Universidade Federal de São Carlos
Professora Adjunta do Curso de Licenciatura em Educação Especial e do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, da Universidade Federal de São Carlos/UFSCar
Publicado
2015-04-29
Seção
Artigos