Formação de professores: esclarecimento e autorreflexão para uma educação emancipatória com base em Theodor Adorno

Palavras-chave: Teoria Crítica. Educação. Formação de Professores.

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar contribuições epistemológicas do pensamento de Theodor Adorno para a reflexão sobre formação docente emancipatória a partir dos conceitos de esclarecimento e autorreflexão. Tendo a perspectiva dialética como referência para pensar a sociedade e suas contradições, bem como a formação do professor, pretende-se evidenciar que, apesar do desenvolvimento do capitalismo, um sistema apto a impedir as tentativas de transformações equitativas, há a possibilidade de desenvolvimento de uma atitude de autocrítica e de resistência que pode ser posta em ação pelos indivíduos por meio do esclarecimento e da autorreflexão. Formar o docente em uma proposta emancipatória requer a adoção de um projeto consistente que leve a superar a adaptação e consiga desvelar as contradições sociais, a fim de que o indivíduo possa transitar conscientemente no mundo, com o mundo e para a sua transformação.

Referências

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. Tradução Wolfgang Leo Maar. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010.

ADORNO, T. W. Notas Marginais sobre Teoria e Práxis. In: ADORNO, T. W. Palavras e Sinais: modelos críticos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 1985.

COHN, G. (org.). Theodor W. Adorno: Sociologia. Trad. Flávio Kothe, Aldo Onesti e Amélia Cohn. 2 ed. São Paulo: Ática, 1994.

GUR-ZE’EV, I. A Formação (Bildung) e a Teoria Crítica Diante da Educação Pós-Moderna. In: PUCCI, B.; ALMEIDA, J. de; LATÓRIA, L. A. C. N. (org.). Experiência Formativa e Emancipação. São Paulo: Nankin, 2009.

MARTINS, L. M. Formação de professores: desafios contemporâneos e alternativas necessárias. In: GUADALUPE, S.; MENDONÇA, V. P. da S. L.; MILLER, S. (org.) Marx, Gramsci e Vigotski: aproximações. Araraquara, SP: Junqueira & Marin Editores, 2012.

MASHIBA, G. C. X.; GASPARIN, J. L. Formação de professores: para além do pensamento tutelado. In: XI CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, EDUCERE. 2013, Curitiba. Anais [...]. Curitiba, 2013. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/CD2013/pdf/10152_5965.pdf. Acesso em: 1 fev. 2019.

PUCCI, B. Teoria Crítica e Educação. In: PUCCI, B. (org.). Teoria Crítica e Educação: a questão da formação cultural na Escola de Frankfurt. Petrópolis, RJ: Vozes; São Carlos, SP: EDUFISCAR, 1994.

PUCCI, B. Teoria crítica e educação: contribuições da teoria crítica para a formação do professor. Espaço Pedagógico, v. 8, 2001. Disponível em: http://www.unimep.br/~bpucci/teoria-critica-e-educacao.pdf. Acesso em: 13 maio 2017.

PUCCI, B.; RAMOS-DE-OLIVEIRA, N. O enfraquecimento da experiência na sala de aula. Pro-Posições, Campinas, v. 18, n. 1, p. 41-50, jan./abr. 2007.

RUZ, J. Teoria Crítica e Educação. Perspectiva. v. 1, n. 3, p. 9-50. jul./dez. 1984. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/8978/8326I. Acesso em: 19 maio 2017.

VILELA, R. A. T. A Teoria Crítica da Educação de Theodor Adorno e sua apropriação para análise das questões atuais sobre currículo e práticas escolares. Belo Horizonte: CNPQ (Relatório de Pesquisa), 2006.

VILELA, R. A. T. Críticas e possibilidades da educação e da escola na contemporaneidade: lições de Theodor Adorno para o currículo. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 45, jun. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100012. Acesso em: 11 jun. 2018.

ZUIN, A. A. S.; PUCCI, B.; RAMOS-DE-OLIVEIRA, N. Adorno. O poder educativo do pensamento crítico. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

Publicado
2021-06-15
Como Citar
FREITAS, N. A. O.; CAMPOS, L. M. L. Formação de professores: esclarecimento e autorreflexão para uma educação emancipatória com base em Theodor Adorno. Educação: Teoria e Prática, v. 31, n. 64, p. e16[2021], 15 jun. 2021.