CRIANÇAS ACOLHIDAS INSTITUCIONALMENTE E EDUCAÇÃO ESCOLAR: O QUE PENSAM OS PROFESSORES?

  • Rinaldo Correr Universidade Sagrado Coração
  • Cleiton Jose Senem Universidade Sagrado Coração
  • Leticia Mansano Barros Universidade Sagrado Coração
Palavras-chave: Acolhimento institucional. Educação escolar. Infância. Direitos humanos.

Resumo

Objetivo: Caracterizar a concepção de professores sobre crianças em acolhimento institucional em escola regular de ensino fundamental. Método: Participaram oito professoras que lecionavam também para crianças abrigadas, no interior de São Paulo. Os critérios de seleção foram: a modalidade da escolarização (ensino fundamental) e a disponibilidade e interesse em participar da pesquisa. Foi utilizada entrevista semidirigida. Utilizou-se análise de conteúdo para tratamento dos dados. Resultados: Os resultados foram agrupados em categorias: atributo da criança abrigada; causas dos atributos; tratamento dado pelas professoras; efeito na escolarização. Na reflexão analítica, as categorias foram decompostas em subcategorias e conceitos descritores. Conclusões: As professoras apresentaram um universo de significados que determina uma ação pedagógica reducionista: crianças abrigadas são compreendidas como depositárias de atributos que se confundem como naturais daquele indivíduo ou resultantes da condição de carência e sofrimento. Isso acarreta dificuldades de desenvolver práticas, pois não consideram a possibilidade de ação docente técnica que reconheça a dificuldade para propor saídas pedagógicas, menos determinadas por preconceitos que excluem e estigmatizam.

Biografia do Autor

Rinaldo Correr, Universidade Sagrado Coração
Psicologia Desenvolvimento, educação, saúde e sexualidade
Cleiton Jose Senem, Universidade Sagrado Coração
Mestre em psicologia do desenvolvimento e aprendizagem – UNESP - Bauru Universidade Sagrado Coração – Centro de Ciências Humanas – Curso de Psicologia
Leticia Mansano Barros, Universidade Sagrado Coração
Graduada em Psicologia
Publicado
2017-11-19
Como Citar
CORRER, R.; SENEM, C. J.; BARROS, L. M. CRIANÇAS ACOLHIDAS INSTITUCIONALMENTE E EDUCAÇÃO ESCOLAR: O QUE PENSAM OS PROFESSORES?. Educação: Teoria e Prática, v. 27, n. 55, p. 327-346, 19 nov. 2017.
Seção
Artigos