As Terminologias Especializadas como Ferramentas para Novos Indicadores em Educação

Autores

  • Lourdes Marcelino Machado UNESP - Campus de Marília - Faculdade de Filosofia e Ciências
  • Graziela Zambão Abdian Maia UNESP - Campus de Marília - Faculdade de Filosofia e Ciências
  • Andréia Cristina Fregate Baraldi Labegal UNIMAR - Universidade de Marília

Palavras-chave:

terminologias especializadas, educação, novos indicadores

Resumo

Neste texto apontamos a importância dos estudos terminológicos para identificação, construção, leitura e interpretação de novos indicadores de ciência e tecnologia, pertinentes às novas demandas sociais. Diante do objetivo de discutir os desafios da utilização de indicadores para análise e formulação de políticas e para orientar o debate público, identificamos elos entre nossos estudos que resultaram em um Ensaio de Terminologia de Administração Escolar. Temos a convicção de que não há comunicação especializada sem terminologia igualmente especializada e seu uso adequado é fator decisivo para a divulgação precisa e objetiva da ciência e, no que aqui nos ocupa, para a leitura e interpretação de indicadores nacionais e internacionais. Entendemos que um estudo terminológico numa área de conhecimento como a educação pode conduzir à construção de novas ferramentas para leitura e interpretação de indicadores, favorecendo o debate público e a percepção social da ciência.

Biografia do Autor

Lourdes Marcelino Machado, UNESP - Campus de Marília - Faculdade de Filosofia e Ciências

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1973), Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992; 1996) e Livre-docência em Administração Escolar pela UNESP-Marília (2001). Atua como voluntária no Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Marília. Sua área de atuação prioritária é Administração da educação e Políticas Públicas em Educação, é Editor Responsável da M3T Tecnologia e Educação. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nas seguintes áreas: política educacional, administração de sistemas educativos, administração escolar e administração da educação. Autora e organizadora de livros; autora de artigos apresentados em Congressos e periódicos nacionais. Vice-presidente da ANPAE (2006-2007).

Graziela Zambão Abdian Maia, UNESP - Campus de Marília - Faculdade de Filosofia e Ciências

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995), Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000; 2004) Atualmente é docente da graduação e Pós-Graduação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Administração Educacional. Organizadora de livros, autora de trabalhos apresentados em Congressos e de artigos publicados em periódicos nacionais.

Andréia Cristina Fregate Baraldi Labegal, UNIMAR - Universidade de Marília

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995), Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1999; 2005). Atualmente é docente na graduação e Pós-Graduação da Universidade de Marília e Coordenadora do Instituto Superior de Educação de Garça, em Curso de Especialização em Gestão Educacional e de Graduação (Pedagogia). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem. Atua principalmente nos seguintes temas: Formação de professores, Formação do alfabetizador, Institutos de Educação, Pesquisa Histórica em Educação.

Downloads

Como Citar

MACHADO, L. M.; MAIA, G. Z. A.; LABEGAL, A. C. F. B. As Terminologias Especializadas como Ferramentas para Novos Indicadores em Educação. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 18, n. 30, p. 141, 2008. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/1408. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos