SATISFAÇÃO ACADÊMICA DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS: CONSTRUÇÃO DE UMA ESCALA DE AVALIAÇÃO

Palavras-chave: Ensino Superior. Satisfação. Desempenho Acadêmico. Avaliação. Bem-estar Psicológico.

Resumo

O artigo descreve a construção de uma escala de satisfação acadêmica. Participaram 267 estudantes universitários, repartidos por Brasil e Portugal, com idades entre 18 e 45 anos. O Questionário de Satisfação Acadêmica, em processo de construção e validação pelos autores, integra seis dimensões de satisfação: Recursos Econômicos, Carreira e Emprego Futuro, Qualidade do Ensino e Relacionamento com os Professores, Relacionamento Interpessoal com Colegas, Aprendizagem e Rendimento acadêmico e Qualidade dos Equipamentos e Serviços da Instituição de Ensino. Os resultados indicam que alguns itens convergem nos dois países, principalmente em relação a satisfação e insatisfação acadêmica, o que indica resultados satisfatórios, passíveis de serem partilhados com a comunidade de investigadores e de aplicabilidade da escala nos dois países. Pretende-se, com esse instrumento, contribuir para o desenvolvimento de pesquisas, tendo em vista identificar os fatores que afetam o sucesso acadêmico e a permanência dos estudantes, e, desse modo, apoiar a implementação de práticas institucionais que promovam a implicação e a satisfação acadêmicas dos estudantes na sua formação superior.

Referências

ARAÚJO, A. Sucesso no ensino superior: uma revisão e conceptualização. Revista de Estudios e Investigación em Psicología y Educación, v. 4, n. 2, p. 132-141, 2017. DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2017.4.2.3207. Acesso em: 15 ago. 2019.

ARAÚJO, A. M.; SANTOS, A. A.; NORONHA, A. P.; ZANON, C.; FERREIRA, J. A.; CASANOVA, J.; ALMEIDA, L. S. Dificuldades antecipadas de adaptação ao Ensino Superior: Um estudo com alunos do primeiro ano. Revista de Estudios e Investigacion en Psicología e Educación, v. 3, n. 2, p. 102-111, 2016.

ARCHER, E. R. Mito da motivação. In: BERGAMINI, C. W.; CODA, R. (ed.), Psicodinâmica da vida organizacional: motivação e liderança. São Paulo: Atlas, p. 23-46, 1997.

CABRERA, A. F.; NORA, A.; CASTAÑEDA, M. B. College persistence. Journal of Higher Education, v. 64, n. 2, p. 123-139, 1993. DOI: https://doi.org/10.1080/00221546.1993.11778419. Acesso em: 04 set. 2019

CASANOVA, J. R.; ESTEBAN, M.; CERVERO, A.; BERNARDO, A.; ALMEIDA, L. S. Questões vocacionais e de aprendizagem no abandono precoce do Ensino Superior. In: MARQUES, A. P.; SÁ, C.; CASANOVA, J. R.; ALMEIDA, L. S. (org.). Ser Diplomado do Ensino Superior: Escolhas, Percursos e Retornos. Braga: Centro de Investigação em Educação (CIEd), Instituto de Educação, Universidade do Minho, p. 175-190, 2017.

COSTA, A. R., ARAUJO, A. M.; ALMEIDA, L. S. Envolvimento acadêmico de estudantes de engenharia: contributos para a validação interna e externa de uma escala de avaliação. Revista Eletronica de Psicologia, Educaçao e Saude, v. 4, p. 142-155, 2014.

DOMINGUEZ-LARA, S., PRADA-CHAPOÑAN, R.; MORETA-HERRERA, R. Gender differences in the influence of personality on academic procrastination in Peruvian college students. Acta Colombiana de Psicología, v. 22, n. 2, p. 125-136, 2019.

FERNÁNDEZ, M. F. P., ARAÚJO, A. M., VACAS, C. T., ALMEIDA, L. S.; GONZALEZ, M. S. R. Predictors of students’ adjustment during transition to university in Spain. Psicothema, v. 29, n. 1, p. 67-72, 2017. DOI: https://doi.org/10.7334/psicothema2016.40. Acesso em: 17 ago. 2019

FERRÃO, M. E.; ALMEIDA, L. S. Multilevel modeling of persistence in Higher Education. Ensaio: Aval. Pol. Públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 26, n. 100, p. 664-683, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40362018002601610. Acesso em: 8 set. 2019

GERDER, H.; MALLINCKRODT, B. Emotional, social and academic adjustment of college students: a longitudinal study of retention. Journal of Counseling and Development, v. 72, p. 281-288, 1994. DOI: https://doi.org/10.1002/j.1556-6676.1994.tb00935.x. Acesso em: 10 out. 2019

GOMES, G., DAGOSTINI, L.; CUNHA, P. R. Satisfação dos estudantes do curso de Ciências Contábeis: estudo em uma faculdade do Paraná. ReFAE, v. 4, n. 2, p. 102-123, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v4n2p102-123. Acesso em: 12 nov. 2019

GREBENNIKOV, L.; SHAH, M. Monitoring trends in student satisfaciton. Tertiary Education na Management, v. 19, n. 4, p. 301-322, 2013.

HU, S.; KUH, G. D. Being (dis)engaged educationally purposeful activities: The influences of student and instituticional characteristics. Research in Higher Education, v. 43, p. 555-575, 2002. DOI: https://doi.org/10.1023/A:1020114231387. Acesso em: 6 out. 2019

HUTZ, C. S. O que é avaliação psicológica: métodos, técnicas e testes. In: HUTZ, C. S., BANDEIRA, D. R.; TRENTINI, C. M. (ed.). Psicometria. Porto Alegre: Artmed, 2015.

MAGALHÃES, A., MACHADO, M. L.; SÁ, M. J. (2012). Satisfação dos estudantes do ensino superior português. Matosinhos, CIPES, 2012.

OLIVEIRA. E. P., MERINO, M. M., PRIVADO, J.; ALMEIDA, L. S. Escala de Funcionamento Psicológico Positivo: Adaptação e estudos iniciais de validação em universitários portugueses. Revista Iberoamericana de Diagnóstico y Evaluación – e Avaliação Psicológica. v. 3, n. 48, p. 151-162, 2018. Doi: https://doi.org/10.21865/RIDEP48.3.13. Acesso em: 2 out. 2019

OSTI, A.; ALMEIDA, L. S. Satisfação Acadêmica no Ensino Superior. In: ALMEIDA, L. S. (org.). Estudantes do Ensino Superior: Desafios e Oportunidades. Braga, Universidade do Minho: ADIPSIEDUC, p. 99-114, 2019.

OSTI, A.; BRENELLI, R. P. Sentimentos de quem fracassa na escola. Psico-USF, v. 18, n. 3, p. 417-426, 2013.

PINTO, N. G. M.; QUADROS, R. C.; CRUZ, F. V.; CONRAD, C. C. Satisfação acadêmica no Ensino Superior brasileiro: uma análise das evidências empíricas. Revista Brasileira de Ensino Superior, v. 3, n. 2, p. 3-17, 2017. DOI: https://doi.org/10.18256/2447-3944.2017.v3i2.1600. Acesso em: 5 ago. 2019

POLYDORO, S.A. J.; PRIMI, R.; SERPA, M. de N. F.; ZARONI, M. M. H; POMBAL, K. C. P. Desenvolvimento de uma escala de integração ao ensino superior. Psico-USF, v. 6, n. 1, p. 11-17, 2001. DOI: https://dx.doi.org/10.1590/S1413-82712001000100003. Acesso em: 9 Jul. 2019

REASON, R. D.; TERENZINI, P. T.; DOMINGO, R. J. First things first: Developing academic competence in the first year of college. Research in Higher Education, v. 47, p. 149-175, 2006. DOI: https://doi.org/10.1007/s11162-005-8884-4. Acesso em: 13 jun. 2019

SCHLEICH, A. L. R.; POLYDORO, S. A. J.; SANTOS, A. A. A. Escala de satisfação com a experiência acadêmica de estudantes de ensino superior. Avaliação Psicológica, v. 5, n. 1, p. 11-20, 2006.

SOARES, A. B.; LEME, V. B. R.; GOMES, G.; PENHA, A. P.; MAIA, F. A.; LIMA, C. A.; VALADAS, S.; ALMEIDA, L. S.; ARAÚJO, A. M. Expectativas acadêmicas de estudantes nos primeiros anos do Ensino Superior. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 70, n. 1, p. 206-223, 2018.

SOUZA, S. A.; REINERT, J. N. (2010). Avaliação de um curso de ensino superior através da satisfação/insatisfação discente. Avaliação (Campinas), v. 15, n. 1, p. 159-176, 2010. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772010000100009. Acesso em: 21 jul. 2019

TEIXEIRA, M. A. P.; DIAS, A. C. G.; WOTTRICH, S. H.; OLIVEIRA, A. M. Adaptação à universidade em jovens calouros. Psicologia Escolar e Educacional, v. 12, n. 1, p. 185-202, 2008. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-85572008000100013. Acesso em: 3 ago. 2019

Publicado
2020-11-03