A “Escola-sacrifício”: representações dos alunos sobre a escola, o processo escolarização, a evasão escolar e a conciliação escola/trabalho.

Autores

  • Áurea de Carvalho Costa Faculdade de Educação da UNICAMP

Palavras-chave:

evasão, escola fundamental, trabalho e educação, ensino noturno.

Resumo

Este artigo foi elaborado a partir dos dados coletados e analisados durante uma pesquisa em que investigamos a evasão em 8ªs séries noturnas na escola estadual, no período de 1981 a 1991, em Rio Claro. Analisamos as representações extraídas das entrevistas de quatro alunos sobre a escolarização, evasão, conciliação escola/trabalho e auto-imagem do aluno como evadido. Inicialmente, realizamos um levantamento estatístico dos matriculados e evadidos, do número de classes abertas e fechadas. Analisamos documentos e entrevistamos uma supervisora de ensino para apreender o discurso estruturado na escola sobre evasão escolar e concluímos que a evasão se converte, na vida dos alunos, em barreira para inserção no trabalho com direitos e para que eles participem da constituição do espaço público na escola.

Downloads

Publicado

2009-03-23

Como Citar

COSTA, Áurea de C. A “Escola-sacrifício”: representações dos alunos sobre a escola, o processo escolarização, a evasão escolar e a conciliação escola/trabalho. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 08, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/2342. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)