Discutindo Algumas Faces do Fracasso Escolar Como um “Sintoma” da Violência Escolar: do individual à instituição

Autores

  • Rosane Gumiero Dias da Silva Universidade Estadual de Maringá

Palavras-chave:

Violência Escolar. Pedagogia Institucional. Fracasso Escolar.

Resumo

Atualmente são muitas as queixas apresentadas pela escola, principalmente no que se refere à violência escolar. É visível que o sistema educacional brasileiro tem sentido dificuldade em prevenir essas queixas e seus sintomas, como a indisciplina, a agressividade, o roubo, a depredação da instituição, a dificuldade de aprendizagem – enfim, o fracasso escolar. Alguns estudos – como Tessaro (2001); Patto (1987); Boarini (1998a), dentre outros – mostram que ainda é comum centrarem-se no aluno as explicações para esses comportamentos. A escola ainda costuma atribuir a responsabilidade pelo ato violento exclusivamente ao aluno e à sua família. Nosso interesse neste estudo é discutir algumas contribuições da abordagem educativa Pedagogia Institucional, que questiona as práticas individuais em relação à violência nas escolas através do seu enfoque psicossociológico e apresenta uma alternativa de trabalho coletivo, envolvendo professores, alunos, pais e comunidade.

Downloads

Como Citar

SILVA, R. G. D. da. Discutindo Algumas Faces do Fracasso Escolar Como um “Sintoma” da Violência Escolar: do individual à instituição. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 21, n. 36, p. 84–100, 2011. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/4918. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Dossiê