Processos Educativos no Hip Hop: a celebração dos valores da comunidade

  • Cristiano Tierno Siqueira UFSCar
  • Maria Waldenez de Oliveira Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: processos educativos, Hip Hop, Juventude, Educação Popular

Resumo

O objetivo desta investigação foi compreender e sistematizar os Processos Educativos que permeiam a Prática Social do Hip Hop da cidade de São Carlos, interior de São Paulo; como esses jovens se educam e como educam outras pessoas de suas comunidades, almejando contribuir para a valorização dos Movimentos de Juventude e para a elaboração de políticas que as considerem. Para tanto, acompanhamos algumas de suas atividades, como reuniões semanais periódicas, eventos artísticos, atividades educativas e festas. A análise dos dados revelou alguns valores presentes na vida dessas pessoas, como o amor pelo que se faz, a humildade, a necessidade do trabalho coletivo, a responsabilidade e o pertencimento a uma comunidade. Os homens e as mulheres do Hip Hop convidam-nos a abrir as portas das Escolas e Universidades, para que nos dispamos dos pré-conceitos que construímos todos os dias, para que aprendamos com jovens do Hip Hop, como também com outras pessoas que lutam por condições de vida dignas. Acreditamos que esta investigação traz contribuições para se pensar a educação que permeia Práticas Sociais em espaços não-escolares, como também para re-pensar a educação nos espaços escolares.

Biografia do Autor

Cristiano Tierno Siqueira, UFSCar
Pesquisador do Grupo Práticas Sociais e Processos Educativos, do Departamento de Metodologia de Ensino da UFSCar, e mestre em Educação pelo mesmo departamento
Maria Waldenez de Oliveira, Universidade Federal de São Carlos
Universidade Federal de São Carlos Departamento de Metodologia do Ensino Grupo de Pesquisas Práticas Sociais e Processos Educativos
Publicado
2009-11-16
Como Citar
SIQUEIRA, C. T.; OLIVEIRA, M. W. DE. Processos Educativos no Hip Hop: a celebração dos valores da comunidade. Educação: Teoria e Prática, v. 20, n. 34, p. 115, 16 nov. 2009.
Seção
Artigos