Vectores Neo-liberais e Neo-conservadores na Administração da Escola Pública: políticas e práticas

Autores

  • Fernanda Martins Universidade do Minho

Palavras-chave:

administração da escola pública, políticas neo conservadoras e neoliberias, impacto nas escolas.

Resumo

Pretendemos neste artigo abordar a redefinição da administração das escolas públicas como elemento estrutural nos mandatos das políticas educativas nas décadas de oitenta e noventa num pais que ocupa uma posição central, a Inglaterra. A opção por este contexto prende-se com o facto de este país ter iniciado mudanças de rumo nas políticas educativas, nomeadamente no que se refere à administração das escolas. Mas, a opção por tal contexto justifica-se também pela posição central que ocupa. Assim, as políticas relativas à administração das escolas públicas em países centrais, tornam-se um ponto de referência fundamental para a análise das políticas educativas de países que ocupam uma posição semiperiférica, como é o caso de Portugal (cf. Afonso, 1998 e Sá, 2004). Para além desta análise às políticas, pretende-se igualmente trazer para a discussão os resultados de investigações realizadas nesse país que nos permitem reflectir sobre o impacto nas escolas públicas/actores escolares dessas novas políticas. Subjacente a esta opção encontra-se o pressuposto de que nas análises de política educativa é indispensável integrar as dimensões micro-políticas e meso-políticas, no sentido de romper com “um olhar constante de cima para baixo”, que não interroga as grandes decisões políticas e legislativas (centrais), partindo do princípio da sua reprodução nas diversas unidades de gestão (periféricas) (cf. Lima & Afonso, 1992:11).

Biografia do Autor

Fernanda Martins, Universidade do Minho

Lic. em c. da Educação Mestre em Educação (sociologia da educação e políticas educativas) Doutorando em Educação- Organização e Administração escolar) Professora Assistente da Un. do Minho - Departamento de Sociologia da Educação e Adminsitração Educacional Tem publicado vários trabalhos, sendo de destacar a sua obra Associações de Pais e Encarregados de Educação na Escola Pública: contributos para uma análise sociológica-organzacional. Lisboa: Ministério da educação, 2003 (ISBN972-742-175-X)

Downloads

Publicado

2009-02-04

Como Citar

MARTINS, F. Vectores Neo-liberais e Neo-conservadores na Administração da Escola Pública: políticas e práticas. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 18, n. 31, p. 11, 2009. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/1578. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos