O impacto do PISA na Produção Acadêmica Brasileira: contribuições para a discussão do currículo escolar

Autores

  • Adriana Dickel Universidade de Passo Fundo

Palavras-chave:

Avaliação. Currículo. PISA.

Resumo

Este artigo pretende se inserir no debate a respeito da relação entre avaliação e currículo, tendo como objeto de análise a produção acadêmica brasileira que toma como um elemento importante de sua argumentação o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes – PISA. Com base em conceitos de Perelman e Olbrechts-Tyteca, são analisados 51 artigos, publicados entre 2001-2009 em periódicos científicos, com vistas a responder a questões tais como: que lugar e valor é atribuído ao PISA pelos autores? Em que medida e como articulam seus construtos à possibilidade que as avaliações em larga escala manifestam de induzir currículo? Os achados desse estudo exploratório são apresentados através de três indicadores: PISA como premissa-fato, como premissa-pressuposto e como argumento. Ainda, são recuperados as teses e os argumentos presentes em trabalhos que interrogam o PISA do ponto de vista do currículo a que induz. Constata-se que o PISA está consolidado como um aporte importante para a elaboração de objetos de estudo e como referência de análise. No entanto, poucas foram as produções encontradas que problematizam com profundidade e rigor o currículo que esse Programa, junto com outros sistemas de avaliação, põe na ordem do dia.

Biografia do Autor

Adriana Dickel, Universidade de Passo Fundo

Profa. Dra. do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo

Downloads

Como Citar

DICKEL, A. O impacto do PISA na Produção Acadêmica Brasileira: contribuições para a discussão do currículo escolar. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 20, n. 35, p. 201, 2010. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/4092. Acesso em: 20 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos