Ponto e contraponto na Avaliação Institucional: análise dos documentos de implantação do SINAES.

Autores

  • José Carlos Rothen Centro Universitário do Triângulo - Unitri

Palavras-chave:

Avaliação Institucional, Avaliação da Educação Superior, Regulação e controle da Educação Superior, Universidade, Educação Superior

Resumo

omando como pressuposto que a história da avaliação das instituições segue duas vertentes, a da emancipação/formação e a da regulação/controle, este trabalho tem como objeto de investigação os documentos produzidos no âmbito do Ministério da Educação que implantam o SINAES, visando identificar as concepções de avaliação neles presentes. Em um primeiro momento, no sentido de contextualizar o debate, faz-se uma breve reconstituição histórica dos processos de avaliação institucional. Para tanto, os dois tipos de avaliação citados serão utilizados como fio condutor. No segundo momento, são analisados os documentos sobre a avaliação produzidos pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES)/INEP e a proposta do MEC de decreto-ponte que liga a avaliação e a regulação. Concluí-se que o impasse do governo Lula em definir a função que a avaliação deveria atender dificulta a implantação do SINAES. A demora na definição do que e de como avaliar pode implicar que nesse governo não se tenha a realização de um ciclo completo da avaliação institucional.

Biografia do Autor

José Carlos Rothen, Centro Universitário do Triângulo - Unitri

rof. Dr. do Programa de Pós-Graduação em Educação Superior do Centro Universitário do Triângulo - Unitri

Downloads

Publicado

2007-09-27

Como Citar

ROTHEN, J. C. Ponto e contraponto na Avaliação Institucional: análise dos documentos de implantação do SINAES. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 15, n. 27, p. 119, 2007. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/699. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos