Problematização do tempo na escola

Autores

  • Ana Lara Casagrande Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP
  • Marina Cyrino Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP
  • Marina Jutkoski Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP
  • Marilena Ap. Jorge Guedes Camargo Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP

Palavras-chave:

institucional, tempo do professor, tempo do aluno

Resumo

O tempo como categoria imprescindível a ser discutida e pensada nas instituições escolares faz parte da temática central do presente artigo. A distinção entre instituições escolares e educacionais faz-se importante para as reflexões propostas: por instituições escolares entende-se as escolas, foco deste artigo, como dito, e por instituições educacionais toda instituição que se preste à educação do indivíduo, como a família. Sob essa perspectiva, discutimos o referido conceito abordando diferentes faces que o compõem: a instituição escolar e a instituição educacional; o tempo cronológico e o tempo vivido; o tempo oculto das escolas; o tempo de aprendizagem do aluno e o tempo de ensino do professor. As reflexões realizadas perpassam os seguintes questionamentos: Como poderíamos reconfigurar o tempo na escola com relação ao tempo determinado pela sociedade? Poderíamos pensar a escola sem o controle rígido do tempo cronológico? Se constata que não é possível deduzir unilateralmente o tempo da escola, nem a escola do tempo, por isso, um primeiro passo para cogitar uma outra possibilidade de organização desse no espaço escolar seria repensá-lo enquanto referência única na/para a sociedade de maneira geral. Assim, viu-se que o controle do ritmo em que as coisas devem acontecer é reflexo da organização que o homem quer ter a todo o momento, sob auspício do tempo cronológico. Em face das reflexões realizadas conclui-se que os alunos e professores “reféns” de um tempo programático e condensado têm dificuldade em superar essa lógica na rotina do espaço escolar.

Biografia do Autor

Ana Lara Casagrande, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP

Departamento de Educação

Marina Cyrino, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP

Departamento de Educação Área: Formação de Professores

Marilena Ap. Jorge Guedes Camargo, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP

Docente da UNESP/Rio Claro Departamento de Educação

Downloads

Publicado

2012-11-05

Como Citar

CASAGRANDE, A. L.; CYRINO, M.; JUTKOSKI, M.; CAMARGO, M. A. J. G. Problematização do tempo na escola. Educação: Teoria e Prática, [S. l.], v. 22, n. 41, p. 101–123, 2012. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/educacao/article/view/4282. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)