A organização do trabalho escolar em foco: os limites das heranças anti-democráticas e as potencialidades dos processos participativos

  • Maria Vieira Silva Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Gestão escolar. Democratização escolar. Projeto político-pedagógico. Conselho escolar.

Resumo

Historicamente, os processos democráticos e participativos na sociedade brasileira, e, em específico no âmbito escolar, têm sido permeados por intermitências, fragilidades e resistências ocasionadas por múltiplas determinações. O texto enfoca aspectos concernentes à organização do trabalho educativo mediante dois ângulos de análise: o primeiro ângulo refere-se aos constructos sociais de natureza estrutural e orgânica ligados às relações de poder e práticas anti-democráticas da sociedade em geral. O segundo ângulo referencia-se em uma pesquisa de tipo etnográfica, realizada no interior de uma escola pública mineira. Buscamos apreender os desafios na construção de práticas e estratégias em prol de processos participativos da comunidade escolar na elaboração do projeto político pedagógico e no funcionamento do conselho escolar. Propomo-nos com essas análises contribuir com reflexões sobre a condição do professor, enquanto sujeito, na organização do trabalho escolar mediante conexões com as atividades laborais correlatas à sua práxis cotidiana.
Seção
Artigos